Botoneira MX para Inst. Trifásica e Monofásica

Responder
AMMRibeiro
Curioso
Curioso
Mensagens: 11
Registado: 04 ago 2016, 00:07
Profissão: Eletricista

Botoneira MX para Inst. Trifásica e Monofásica

Mensagem por AMMRibeiro »

Boa tarde minha gente

Em primeiro lugar quero agradecer desde já toda a vossa ajuda e esclarecimentos nas situações abaixo descritas e porque nunca instalei nenhuma botoneira Legrand MX.

Instalar duas botoneiras MX Legrand (ou de outra marca) em duas instalações elétricas: Uma Trifásica e outra Monofásica.

1. Instalação Trifásica.

PMA: 20,70 kVa
Dúvidas:
a) Tenho de comprar a Botoneira MX Legrand e mais estes dois componentes: MZ203 Hager e NFN463 Hager? Está instalado o Int. Diferencial 4 polos (55240 4BC da Efapel) e um corte (55563 4IT Efapel) penso que estes aparelhos não dão para acoplar o MZ203 Hager.
b) Existe outras opções de outras marcas (exemplo Hager) de botoneiras MX?
c) Que tipo de cabo e qual a seção que terei de usar para fazer a ligação?
d) Tenho de comprar ou não um porta-fusível e respetivo fusível de 2A para proteger esta ligação?
e) Se conseguir alterar na EDP ou DGEG de "local comercial" para "escritório" serei obrigado a instalar a botoneira MX (o QE está à entrada da loja) e a botoneira aparece no projeto elétrico.


2. Instalação Monofásica.

PMA: 10,35 kVa
Dúvidas:
a) Juntamente com a botoneira MX quais os dois componentes elétricos que tenho de comprar, porque penso que o NFN463 não se aplica, já o MZ203 penso que se aplica. A Instalação não tem o inter. de corte e tem um Int. Diferencial 63A 0,30mA da Efapel penso que este aparelho não dá para acoplar o MZ203 Hager.
b) Que tipo de cabo e qual a secção que terei de usar para fazer a ligação?
c) Tenho de comprar ou não um porta-fusível e respetivo fusível de 2A para proteger esta ligação?
d) É uma instalação nova que não precisa de projeto elétrico (tem ramal independente) e é um "local comercial - barbeiro", precisa obrigatoriamente de botoneira, a EIIEL diz que sim.

Um grande ano para todos e a ver se vencemos este vírus que nos impede a nossa liberdade.

Um grande abraço
AMMRibeiro
Curioso
Curioso
Mensagens: 11
Registado: 04 ago 2016, 00:07
Profissão: Eletricista

Re: Botoneira MX para Inst. Trifásica e Monofásica

Mensagem por AMMRibeiro »

Entretanto encontrei este esquema e está botoneira na Internet, a questão é se pode substituir a MX Legrand e se tem de ser colocada dentro de uma caixa com vidro? Desculpem a minha ignorância.

Imagem
luisilva78
Técnico Dedicado
Técnico Dedicado
Mensagens: 454
Registado: 09 dez 2014, 19:10
Profissão: Eng.º Electromecânico
Enviou: 13 vezes
Agradecimento recebido: 42 vezes

Re: Botoneira MX para Inst. Trifásica e Monofásica

Mensagem por luisilva78 »

Há aí uma grande confusão!

A botoneira não é MX, a bobina é que é! À botoneira pode chamar: botoneira de corte de emergência, por exemplo. No catálogo da Legrand aparecem com o nome: "Botoneiras de vidro quebrável" e para mim a referência que deve ser usada é a 0 380 24 (com dupla sinalização), uma vez que está a usar a bobina de emissão de corrente (MX). Repare que o que é obrigatório é usar uma bobina de mínima tensão (também chamada de bobina MN), mas para isso deve usar uma UPS para alimentar a bobina (536.4.3).
Para que funcione correntamente a dupla sinalização também precisa de um contacto NA/NF (MZ201).
Se fosse eu a fazer o trabalho colocava o seccionador e o fusível. Mais uma vez, para se ter a dupla sinalização a funcionar correctamente, é necessário alimentar o sistema da "parte de cima" do corte geral, sendo assim, o seccionador é o único elemento que consegue cortar a corrente desse sistema.
A secção do cabo depende da distância a que a botoneira está do quadro, mas um cabo 4x1,5 deverá se suficiente. Usa-se cabo resistente ao fogo (frs).
A GEWISS também tem botoneiras de emergência desse tipo (GW42201).
"Escritórios", também é um local recebendo público e se está no projecto tem mesmo que ser instalada.

PS.: Já agora a regra que obriga a instalar a botoneira de corte de emergência é a 801.2.1.1.12 :
"Devem ser previstos dispositivos que, em caso de necessidade, permitam colocar a
instalação eléctrica do edifício fora de tensão, devendo ser utilizados dispositivos distintos para a
interrupção da instalação normal, para a interrupção da instalação de segurança e para a interrupção
das eventuais instalações de socorro. Esses dispositivos devem ficar inacessíveis ao público e
devem ser facilmente acessíveis a partir da via pública.
Nota: Os dispositivos referidos nesta regra são os dispositivos de corte de emergência indicados nas secções 464 e
536.4."
Responder

Voltar para “Discussão Eletricidade”