Projeto de PT Cliente

Responder
R3S
Curioso
Curioso
Mensagens: 38
Registado: 17 out 2008, 20:00
Enviou: 1 vez

Projeto de PT Cliente

Mensagem por R3S » 30 jul 2015, 03:33

Caros colegas e amigos,

Peço desde já desculpa se estiver a repetir o tópico, mas andei à procura aqui no fórum e encontrei algumas coisas, mas não muito sobre as dúvidas que tenho.

Enquanto apresento as minhas dúvidas, pode ser que esteja a esclarecer algumas de outros colegas.

Faço projetos de eletricidade para edifícios como freelancer já há alguns anos, mas nunca tive necessidade em nenhum deles de projetar um PT. Infelizmente, a universidade onde estudei (apesar do seu bom nome) não me ensinou a fazer um projeto deste tipo. Diria que tenho relativos bons conhecimentos para fazer o projeto, mas as burocracias necessárias são algo que me ultrapassam.

Então, eis o que sucede:
1. Estou a fazer um projeto para um Hotel, que terá uma potência prevista de cerca de 250kVA. Para o dimensionamento não ficar "à justa", estou a pensar prever um transformador de 400kVA.
2. Já fiz o projeto da instalação de utilização do tipo C (do Q.E. para a frente) e fiz a entrega do projeto na EDP. Nessa altura descobri que a EDP não disponibiliza em caso algum uma potência superior a 200kVA a partir dos PTs existentes. (Já fiz um projeto em que a potência era de 220KVA e aceitaram, mas adiante...) Portanto, há que optar por um PTD e fazer um contrato em BT ou por um PTC e fazer um contrato em MT. Estou ciente de quais as vantagens e desvantagens de cada solução. Se alguém tiver interesse e não as conhecer, posso explicar.
3. Descobri também nesta altura, em reunião na EDPD na Rua Dom Luis I, que é possível fazer um pedido prévio para saber qual a potência disponível em cada local, e assim saber se é necessário PT ou não. Em chamadas telefónicas para o Call Center, sempre me disseram que não era possível ter esta informação a montante.
4. Neste momento, apresentei as vantagens e desvantagens de cada solução ao cliente, e está em processo de decisão. Caso seja escolhido o PTD, da minha parte está o assunto resolvido, porque o projeto desta parte será feito pela EDP. Caso seja escolhido o PTC, então terei de fazer o projeto do posto de transformação e seccionamento, que ficará no interior do edifício do Hotel.

Caso tenha de fazer o projeto do PTC, as minhas questões são as seguintes:
1. O projeto do PT será englobado no projeto da instalação de utilização e este projeto torna-se do tipo B? Ou continuo com o projeto tipo C para a instalação de utilização e faço outro projeto tipo B só para o PT?
2. Onde será/ão entregue(s) este(s) projeto(s)? Na EDP ou na DGEG?
3. Os dados do traçado da alimentação em MT, do nível de tensão e da potência de curto-circuito são solicitados à EDP, ou são estimados? Pelo menos o nível de tensão terá de ser conhecido...
4. Utilizei o VisualPUC (software da Efacec) para dimensionar a instalação de MT e pareceu-me ser bastante bom: cria logo a documentação e apresenta os diagramas elétricos e tudo. Acho que tem logo grande parte do projeto feito. A minha dúvida técnica é a seguinte: como solução standard, o VisualPUC apresenta: duas celas IS (Interruptor Seccionador), uma cela SBM (Seccionamento Geral), uma cela PBA (Separação Distribuidor-Cliente) e uma cela CIS (Proteção do Transformador por Fusível). Não deveria haver também uma cela DC (Proteção de Cabos por Disjuntor)?

Peço desculpa pelo "testamento" e agradeço desde já a vossa ajuda.

Cumprimentos,
Filipe



gemini
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 1119
Registado: 11 jan 2008, 17:00
Enviou: 1 vez
Agradecimiento recebido: 2 vezes

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por gemini » 30 jul 2015, 23:12

Vou tentar ajudar, na parte que sei:


1. O projeto do PT será englobado no projeto da instalação de utilização e este projeto torna-se do tipo B? Ou continuo com o projeto tipo C para a instalação de utilização e faço outro projeto tipo B só para o PT?

Todo o projecto (global) torna-se do tipo B

2. Onde será/ão entregue(s) este(s) projeto(s)? Na EDP ou na DGEG?

3 cópias, e podes optar:
1 - podes entregar directamente na DGEG da zona, se souberes já a viabilidade de potªencia;
ou
2 - podes entregar na EDP, por forma a eles validarem a potência que pretendes, e eles depois enviam para a DGEG.

3. Os dados do traçado da alimentação em MT, do nível de tensão e da potência de curto-circuito são solicitados à EDP, ou são estimados? Pelo menos o nível de tensão terá de ser conhecido...

Questionados á EDP da zona.

4. Utilizei o VisualPUC (software da Efacec) para dimensionar a instalação de MT e pareceu-me ser bastante bom: cria logo a documentação e apresenta os diagramas elétricos e tudo. Acho que tem logo grande parte do projeto feito. A minha dúvida técnica é a seguinte: como solução standard, o VisualPUC apresenta: duas celas IS (Interruptor Seccionador), uma cela SBM (Seccionamento Geral), uma cela PBA (Separação Distribuidor-Cliente) e uma cela CIS (Proteção do Transformador por Fusível). Não deveria haver também uma cela DC (Proteção de Cabos por Disjuntor)?

Aqui não sei... de qq forma, deixo o conselho de questionar a EDP sobre a obrigatoriedade de as celas serem motorizadas...
Learning is the goal!!

Avatar do Utilizador
joaoosvaldo
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 3377
Registado: 24 out 2008, 15:06
Profissão: Engenheiro Eletrotécnico
Localização: Norte
Enviou: 18 vezes
Agradecimiento recebido: 21 vezes

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por joaoosvaldo » 31 jul 2015, 11:20

4. Utilizei o VisualPUC (software da Efacec) para dimensionar a instalação de MT e pareceu-me ser bastante bom: cria logo a documentação e apresenta os diagramas elétricos e tudo. Acho que tem logo grande parte do projeto feito. A minha dúvida técnica é a seguinte: como solução standard, o VisualPUC apresenta: duas celas IS (Interruptor Seccionador), uma cela SBM (Seccionamento Geral), uma cela PBA (Separação Distribuidor-Cliente) e uma cela CIS (Proteção do Transformador por Fusível). Não deveria haver também uma cela DC (Proteção de Cabos por Disjuntor)?
1. À partida as 2 celas de entrada/saída (IS's) terão de ser motorizadas.

2. Não precisa dessa cela que refere de proteção dos cabos. A proteção das Linhas de MT é feita ao nível das subestações.
Nessa altura descobri que a EDP não disponibiliza em caso algum uma potência superior a 200kVA a partir dos PTs existentes. (Já fiz um projeto em que a potência era de 220KVA e aceitaram, mas adiante...)
Relativamente a este comentário anterior ver o Regulamento de Relações Comerciais da ERSE (Regulamento n.º 561/2014):
"Artigo 181.º
(...)
2 - O operador da rede de distribuição não é obrigado a proceder à ligação em BT de instalações não coletivas com potência requisitada superior a 200
kVA."
Cumprimentos,

João Osvaldo Sousa


Email: joaoosvaldo@eletricidade.net

R3S
Curioso
Curioso
Mensagens: 38
Registado: 17 out 2008, 20:00
Enviou: 1 vez

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por R3S » 02 ago 2015, 12:26

Obrigado aos dois pelas respostas diretas e esclarecedoras.

No decorrer do processo, se aprender mais alguma coisa (certamente que sim), partilho aqui.

Bem-haja :)

Alerta
Curioso
Curioso
Mensagens: 9
Registado: 30 out 2008, 20:40
Enviou: 1 vez

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por Alerta » 13 abr 2016, 10:31

Bom dia,

Na sequência da discussão, alguém me podias dizer qual a melhor opção para o cliente para uma instalação de 250KVA: a instalação de um PTD, cedendo o requerente o espaço para a sua instalação por parte da EDP, ou então utilizar esse espaço para construir um PTC. No fundo, o que queria saber era as vantagens e desvantagens de uma situação e de outra?

Obrigado!

Cps,
Alerta

bruno_duarte
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 115
Registado: 27 out 2006, 12:31
Agradecimiento recebido: 1 vez

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por bruno_duarte » 23 abr 2016, 23:53

Boa noite caro Alerta

Quanto à questão da escolha entre PTD e PTC já lhe respondi ao sue outro post.

Relativamente ao projecto, e considerando os comentários de outros membros, tenho apenas a acrescentar que deve ter em atenção as novas regras para o dimensionamento de PTs. Deve consultar o novo manual de ligações à rede disponibilizado pela EDP. Entre elas as mais importantes:

- As celas (EFACEC: PBA) deixou de existir visto que a separação entre cliente e distribuidor passou a ser fisica (sem a rede como se utilizava antes), ou seja a EDP já não tem acesso à parte de cliente e vice-versa. No caso de contagem em MT que passou a ser obrigatória para S>250 kVA (para 250 kVA pode ser feita em baixa, pois para PT AI a contagem é em baixa) a cela de corte e contagem fica do lado do cliente e a ligação da cela de corte da EDP até à cela de entrada do PT cliente passa a ser feita a cabo ( a licenciar pela EDP).

Coloco em anexo o novo manual para quem ainda não o tiver.

Espero ter ajudado.

Bruno Duarte

Nelson Pinho
Pré Oficial
Pré Oficial
Mensagens: 662
Registado: 05 nov 2012, 20:32
Localização: Porto
Enviou: 5 vezes

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por Nelson Pinho » 22 jul 2016, 18:57

Num PT privada, não sou obrigado a colocar as celas motorizadas???é um PT fim de linha...

Nelson Pinho
Pré Oficial
Pré Oficial
Mensagens: 662
Registado: 05 nov 2012, 20:32
Localização: Porto
Enviou: 5 vezes

Re: Projeto de PT Cliente

Mensagem por Nelson Pinho » 25 jul 2016, 14:58

Num PT privada, não sou obrigado a colocar as celas motorizadas???é um PT fim de linha...
A EDP cosntuma fornecer os TI's e TT's das celas de corte geral e contagem quando o PT ainda está em construção???

Responder

Voltar para “Projetos Elétricos”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante