Comprimentos máximos em urbanizações

Responder
ngp
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 446
Registado: 24 mai 2012, 09:39
Profissão: aaa

Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por ngp »

Para cálculo o comprimento máximo do cabo para urbanizações, utilizam-se as tabelas da RSRDEEBT da DGE 1993 certo?
Mas tenho um cabo LVAV 2x(3x185)+2x95mm e fusível de 400A, mas nas tabelas o comprimento para o paralelo não está, apenas está o cabo normal, que seria de 120m.
Como se faz para um caso de paralelo. O comprimento máximo mantêm-se, aumenta ou diminui?
Pimenta
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 301
Registado: 14 jan 2014, 22:57
Profissão: Eng. Electrotécnico
Localização: Vila Real
Enviou: 1 vez
Agradecimento recebido: 5 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Pimenta »

Eu penso que se mantém, a protecção continua igual. Mas nisso será melhor outra opinião!
ngp
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 446
Registado: 24 mai 2012, 09:39
Profissão: aaa

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por ngp »

Nnguém me pode esclarecer melhor?
Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 5054
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Enviou: 3 vezes
Agradecimento recebido: 11 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Duzia12 »

Se o fusivel se mantem o mesmo o comprimento máximo passa para o dobro

Há formulas de calculo para isso Icc=0,95/Zt

Depois Icc(5 s) a cumprir a condição
Faiante
Electricista de 3ª
Electricista de 3ª
Mensagens: 239
Registado: 08 mai 2018, 10:58
Profissão: pré-reformado da EDP
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Faiante »

Boas meu caro " ngp "

Apesar deste tópico ser de 2015, já bastante antigo, permita-me que lhe deixe uma pergunta!
Qual o Iz máximo para um cabo LVAV 3x185 + 95mm2.

E qual será o Iz máximo do condutor de neutro cuja secção e de 95mm2.

Ora bem, aqui chegados, importa referir que o Iz máximo para um cabo de 185 mm2, é de 355A.

Feitas as contas um fusível de 400A irá fundir a 640 A. Muito acima do Iz permitido pelo cabo. Isto de acordo com as normas em vigor.

Todavia, embora o cabo esteja em paralelo com outro de igual secção, visto que a potência se mantém, logo o comprimento será o dobro, de
acordo com o post do dúzia.

Cptos


JAG
Avatar do Utilizador
Mário
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 7647
Registado: 09 nov 2007, 22:11
Localização: Lisboa
Enviou: 3 vezes
Agradecimento recebido: 146 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Mário »

Boas
Oh, Faiante, não se deve responder a post`s com mais de 90 dias.
Assuntos com mais de 5 anos, não se justifica comentários.

Cump.
Mário
Lembrem-se ! Mais detalhes = Melhores respostas
Também: Se receberem uma resposta, é educado responder a ela.
Faiante
Electricista de 3ª
Electricista de 3ª
Mensagens: 239
Registado: 08 mai 2018, 10:58
Profissão: pré-reformado da EDP
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Faiante »

Olá Mário! Boas tardes amigo.

Desde já o meu muito obrigado amigo Mário, pela chamada de atenção em causa. Peço-vos imensa desculpa pelo desconhecimento do número
de dias sobre post`s colocados e pedidos de ajuda.

Depois de ler com atenção este post, apraz-me registar a falha informativa referente à situação sobre fusíveis, desprovida de alguma verdade.

Como o amigo muito bem sabe, terá de haver algum cuidado sobre a matéria que se posta. Uma vez que muitas pessoas vêm a este fórum
buscar alguma matéria sobre aquilo que precisam, julgando haver alguma verdade sobre aquilo que se posta.

Fico desde já agradecido pelo reparo feito. jamais irei cair na tentação de comentar coisas escritas com alguma desinformação, ainda que
a matéria em causa tenha sido colocada há algum tempo.

Uma vez mais o meu muito obrigado pelo reparo feito

Cptos

JAG
luisilva78
Técnico Dedicado
Técnico Dedicado
Mensagens: 469
Registado: 09 dez 2014, 19:10
Profissão: Eng.º Electromecânico
Enviou: 15 vezes
Agradecimento recebido: 42 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por luisilva78 »

Na minha opinião não é muito importante a questão dos 90 dias. O que é certo, e penso que será do senso comum, é que nesta altura, passados mais de 5 anos a resposta não é útil, pelo menos para o utilizador que postou a questão inicialmente.
De qualquer forma, se a resposta fosse correcta e acrescentasse valor ao que foi respondido pelos anteriores utilizadores, poderia ficar registada para situações futuras em que outros utilizadores tivessem a mesma dúvida. No entanto não é este o caso...

A questão em discussão tem a ver com o comprimento máximo de cabos em redes de distribuição. Esta questão (poderia ter a ver com a queda de tensão, mas) da maneira como está colocada tem a ver com o comprimento máximo protegido por um determinado fusível e está resumida no quadro 13.7 do RSRDEEBT. Como o utilizador que colocou a questão confirmou, o quadro não tem o cabo 2x(LVAV 3x185+95).
Para resolver esta questão, basta como refere o comentário do art.º 131.º usar a fórmula do comentário n.º 7 do art.º 130.º (basicamente, como refere o utilizador Duzia12 no post de 27/04/2015). Neste caso conclui-se rapidamente que o resultado é, como é referido, de aproximadamente 230m.

Esta questão não tem nada a ver com a corrente admissível Iz. Também não está correcto quando se diz neste contexto que "um fusível de 400A irá fundir a 640 A". O que interessa saber neste caso é a corrente que irá fundir o fusível em 5s (também como diz o colega Duzia12). Neste caso esta corrente é de aproximadamente 3000A. Este valor pode ser retirado das curvas características (corrente/tempo) de um fusível (mas no caso não é necessário, uma vez que está indicado também no quadro 13.7).
Faiante
Electricista de 3ª
Electricista de 3ª
Mensagens: 239
Registado: 08 mai 2018, 10:58
Profissão: pré-reformado da EDP
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por Faiante »

Boas meu caro " luisilva78 "

Espero e desejo que o amigo saiba interpretar de forma correta o dimensionamento de um fusível.

Ainda pensei em não responder, mas, isso seria admitir que estava errado, coisa eu não estou.

Por isso cá vai.

O Sr. que por acaso até conhece bem as regras técnicas, deverá saber interpretar que o Ib ou If de um fusível de 400 A irá fundir a 640 A.
durante cerca de 3 horas. Este será o tempo convencional de fusão do citado fusível

Logo muito acima do Iz máximo permitido pelo condutor de 185mm2. Sim porque 2x95= 190 mm2.


Por outro lado, antes do amigo " luisilva" usar a fórmula do curto-circuito tem de verificar se no crivo das sobrecargas um fusível de 400 A,
protege a secção de 185 mm2, pelo que sei não protege.

E porquê?

Porque qualquer fusível acima de 63A terá um tempo convencional que tem de multiplicado por 1.6 até fundir no tempo convencional.

Outra questão, apenas fiz um comentário sobre aquilo que ninguém reparou e que aliás, estava incorreto, pelo que não vi nenhum reparo feito
por quem quer que seja, no entanto esta questão não deixa de ser preocupante porquanto, este fórum é visitado por pessoas interessadas
nesta matéria. Pois que levem alguma coisa credivel.

Nota- Já pedi publicamente desculpas ao amigo Mário por ter comentado um post antigo. No entanto, o amigo decidiu intervir para me dar nas
orelhas pelo que decidi não ficar calado.

Cptos

JAG
luisilva78
Técnico Dedicado
Técnico Dedicado
Mensagens: 469
Registado: 09 dez 2014, 19:10
Profissão: Eng.º Electromecânico
Enviou: 15 vezes
Agradecimento recebido: 42 vezes

Re: Comprimentos máximos em urbanizações

Mensagem por luisilva78 »

O Faiante mistura as coisas de uma maneira, que qualquer um acaba baralhado quando lê os seus posts.
Faiante Escreveu: 29 abr 2021, 15:51 (...) o Ib ou If de um fusível de 400 A irá fundir a 640 A durante cerca de 3 horas(...)
O Ib é a corrente de serviço e depende da instalação;
O If pode ser a "corrente de fusão", mas não tem nada a ver com a anterior, por isso não sei porque estão misturadas neste contexto;
Sendo assim se bem percebi, o que se queria dizer é que:
"Um fusível de corrente nominal de 400A irá fundir se for atravessado por uma corrente de 640A durante um período de 3 horas." - Se é isto, até aqui estamos em sintonia.

No entanto...
A corrente admissível de um condutor é válida para as condições em que esta é calculada (condições de temperatura ambiente, modo de instalação, temperatura da alma condutora, tipo de isolamento, etc.) e é corrigida se estas condições forem diferentes. Sendo assim, se as condições forem piores que as admitidas nos cálculos o valor da corrente admissível é reduzido, caso contrário o valor da corrente admissível é aumentado. Não é normal este aumento, mas pode acontecer, dependendo (se estivermos a falar de um cabo enterrado) da profundidade que o cabo está enterrado, da temperatura do solo, do tipo de solo (e consequentemente da resistividade térmica do terreno) que no limite pode ser superior a esses 400A.

Também não se deve misturar a corrente convencional de funcionamento da protecção com a corrente admissível do cabo. Lembre-se das condições de dimensionamento (na nomenclatura das RTIEBT):
Ib <= In <= Iz
Neste caso relaciona-se a corrrente estipulada do aparelho de protecção (corrente nominal) com a corrente admissível do cabo.

I2 <= 1,45 Iz
Neste caso em que aparece a corrente convencional de funcionamento, a corrente admissível aparece multiplicada por um factor de 1,45. (se após aplicar os factores de correcção da corrente admissível, esta ficar por exemplo, 450A e se esta for multiplicada por 1,45 dá um valor superior aos 640A do I2 desse fusível).
Faiante Escreveu: 29 abr 2021, 15:51 Outra questão, apenas fiz um comentário sobre aquilo que ninguém reparou (...)
Ninguém comentou porque não interessa para o caso. Também ninguém falou em proteger o cabo de 185 com o fusível de 400A, apenas se fala de proteger 2 cabos em paralelo de 185 com o fusível de 400A.

Já agora, o condutor de Neutro em redes de distribuição também tem protecção? Não tenho muita experiência nessa área, mas penso que não.

O meu desafio para o Faiante, se quer discutir coisas que não estão relacionadas com tópicos actuais, é criar os seus próprios tópicos. Lance novos temas para a discussão para tentar dinamizar o fórum. Também existe a secção das "conversas de café" para discutir questões que nada têm a ver com a área técnica.
Responder

Voltar para “Projetos Elétricos”