Corrosão galvânica

Responder
Avatar do Utilizador
admin
Admin
Admin
Mensagens: 4301
Registado: 02 set 2006, 13:05
Profissão: Eletricista
Localização: Algarve
Enviou: 71 vezes
Agradecimento recebido: 89 vezes
Contacto:

Corrosão galvânica

Mensagem por admin »

A Corrosão Galvânica é um processo eletroquímico no qual um metal corrói preferencialmente a outro, quando ambos se encontram com contacto elétrico e na presença de um electrólito. Este fenomeno é usado nas baterias para gerar corrente eléctrica.

Metais dissimilares e ligas metálicas possuem potenciais de electrodo diferentes e quando dois ou mais metais entram em contacto num electrólito, um dos metais age como um ânodo e o outro como um cátodo. A diferença electro potencial entre os metais dissimilares é a força motriz para um ataque acelerado no membro anódico deste par galvânico. O metal do ânodo dissolve-se no electrólito e o metal do cátodo recebe depósitos. O electrólito fornece o meio para a migração de íons onde os íons metálicos movem-se do ânodo para o cátodo. Isto leva a que o metal do ânodo se corroa mais depressa que o normal, enquanto a corrosão do cátodo é inibida. A presença de um electrólito e de um caminho para a condução de electricidade entre os metais é essencial para que a corrosão galvânica ocorra.

Em alguns casos, este tipo de reacção é encorajada intencionalmente. Por exemplo, pilhas eléctricas de baixo custo contém células de Zinco-Carbono, como parte de um circuito eléctrico fechado. O Zinco dentro da célula corrói-se preferencialmente sendo dessa maneira que gera a corrente eléctrica. Outro exemplo é a proteção catódica de estruturas submersas. Neste caso Ânodos de sacrifício fazem par galvânico com o metal da estrutura, promovendo a corrosão do ânodo, enquanto protegem o metal do cátodo (Estrutura metálica).

Noutras situações, tais como a mistura de metais em tubagens (Cobre, ferro fundido, latão), a corrosão galvânica fará acelerar a corrosão de partes do sistema. A utilização de inibidores de corrosão como o Nitrito de sódio ou o Molibdato de sódio injectados no sistema podem reduzir o potencial galvânico. No entanto, a aplicação destes produtos tem de ser objecto de um controlo apertado. S a aplicação de inibidores de corrosão aumenta a condutibilidade da água dentro do sistema, o potencial de corrosão galvânica aumentará exponencialmente.

A acidez ou alcalinidade (pH) é também uma consideração a ter no que toca aos sistemas circulatórios bimetálicos de circuito fechado. Se o pH e as doses de inibidores de corrosão forem incorrectas, a corrosão galvânica será acelerada. Na maioria dos sistemas AVAC, a utilização de ânodos ou cátodos de sacrifício não é uma opção a ter em conta, porque teriam que ser aplicados dentro da canalização e ao longo do tempo, corroer-se-iam libertando partículas que poderiam causar danos mecânicos nas bombas de circulação, permutadores de calor, etc. .[1]

Fonte: Wikipedia


Corrosão dos Materiais de Terras de
Protecção

Corrosão dos Materiais de Terras de Proteccao.pdf
(1.32 MiB) Transferido 10 vezes

Fonte : https://repositorio-aberto.up.pt/bitstr ... 144977.pdf
Continue a participar activamente.
A sua colaboração é fundamental para existência do fórum
Responder

Voltar para “Artigos”