Como verificar a potência necessária para um gerador?

Responder
Avatar do Utilizador
admin
Admin
Admin
Mensagens: 4148
Registado: 02 set 2006, 13:05
Profissão: Eletricista
Localização: Algarve
Enviou: 59 vezes
Agradecimento recebido: 70 vezes
Contacto:

Como verificar a potência necessária para um gerador?

Mensagem por admin »

EXISTEM VÁRIOS MÉTODOS PARA CALCULAR OU VERIFICAR A POTÊNCIA NECESSÁRIA PARA ADQUIRIR UM GERADOR.
Grupel, S.A.

Em Portugal, maioritariamente, nas grandes obras os projetistas têm a seu cargo efetuar o cálculo para verificarem a potência que
é necessária para um gerador e definem-na no caderno de encargos da obra.

Quando se trata de particulares, em que são eles os responsáveis por este cálculo, a solução é consultarem a sua fatura de potência contratada, contudo por vezes é necessário ter em conta que apesar de haver um valor na fatura de eletricidade, este pode não ser o verdadeiro valor utilizado, pois há alguns aparelhos, como por exemplo as bombas, que têm picos de arranque.
Para precaver que o gerador tem a potência realmente necessária para estes picos de arranque/bombas, normalmente acrescentamos +25% da potência contratada.
Por outro lado também temos de ter cuidado para não sobredimensionar, porque não iremos utilizar o equipamento em simultâneo, e um gerador que trabalhe a me- nos de 30% da carga poderá trazer problemas ao motor.
No caso da potência consumida ser irregular ou ter muitos picos (caso da indústria), recorremos a um aparelho para ver as respetivas medições, o analisador de energia elétrica.
Este processo permite-nos analisar a carga da instalação durante uma semana para que no final seja possível extrairmos os resultados do equipamento e apurar qual a potência necessária para alimentar o edifício.
Contudo, mesmo após esta análise é necessário verificar outros tipos de equipa- mentos que poderão não estar a funcionar, mas que noutras alturas poderá entrar em funcionamento diário, como é o exemplo do ar-condicionado.
O analisador de energia elétrica coloca-se nos cabos da entrada da rede e deve ser sempre efetuado por um profissional.
Este aparelho funciona tirando medidas de tensão e corrente e calcula a potência ativa e reativa consumida em cada momento pela instalação.
Ao mesmo tempo faz a análise de harmónicos da tensão e corrente na nossa instalação, desta forma podemos saber a qualidade da alimentação para a nossa carga, que é um fator importante para a seleção do gerador.
Em Portugal os geradores funcionam maioritariamente em sistema de emergência, e por isso é importante verificar qual apotência necessária no caso de falha na rede,tendo apenas em consideração os equipamentos essenciais do dia-a-dia.
Em caso de dúvida também é possível calcular os valores de forma individual de cada aparelho diário para criar um total de potência necessária. Abaixo apresentamos um exemplo muito simplificado de potências aproximadas (todos os casos são diferentes
e devem ser observados com a ajuda de profissionais):
• 8 lâmpadas 60 W LED = 480 W uso normal;
• 1 frigorífico = 292 W uso normal;
• 1 computador = 300 W;
• 1 microondas = 700 W;
• 1 fogão com forno elétrico e placa = 6200 W;
• 1 aquecedor = 1500 W;
• 1 televisão = 20 W.



CÁLCULO DE GERADORDE 12 KVA
Total = 9487 W (potência instalada)
S(kVA) = P(W) / (1000 × PF)
9487 W/800



SUGESTÃO DE GERADOR 9 KVA
Contudo, devido ao fator de simultaneidade (porque os equipamentos não vão estar todos ligados ao mesmo tempo) sugerimos:
0,7*9,5 W = 6,65 kW
6,65/0,8 = 8,31 kVA
S(kVA) = P(kW) / PF


Fonte: https://www.oelectricista.pt/revista/ Revista o electricista Nº70


Continue a participar activamente.
A sua colaboração é fundamental para existência do fórum

Responder

Voltar para “Artigos”