Optimização Local do factor Potência

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 7 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por Duzia12 » 25 jul 2011, 12:36

A poupança é os KW nos cabos de alimentação, admito que haja uma economia mas não acho que a optimização compense o investimento!! São políticas para vender!!



mmorais
Curioso
Curioso
Mensagens: 10
Registado: 27 jan 2010, 16:00
Localização: Lisboa

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por mmorais » 25 jul 2011, 12:46

Que existem aqui muitas politicas comerciais nos argumentos não tenho duvidas, mas (agradecendo desde já novamente a sua ajuda) considera os cálculos correctos?

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 7 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por Duzia12 » 25 jul 2011, 12:50

Os cálculos estão corretos quando ao investimento não fiz a análise mas á partida não justifica muito a não ser para grandes potências!!

jaimereis
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 2011
Registado: 30 abr 2011, 11:56
Profissão: Electricista
Localização: Almada/Charneca da Caparica
Enviou: 2 vezes
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por jaimereis » 25 jul 2011, 13:42

posso ter visto mal

mas , acho eu, que te enganaste no calculo da potencia

W = (raiz de 3)xUxIxcos(fi) em que U é a tensão composta
LEITURAS INICIAIS
Média 3 fases 231,34V 127,47A 0,58FP

KW= 29,6749
KWH= 259.951,96 /ano
18.196,64 € /ano 0,07/kWh


LEITURAS OPTIMIZADAS
Média 3 fases 231,09V 82,40A 0,81FP

KW= 26,5489
KWH= 232.568,01 /ano
16.279,76 € /ano 0,07/kWh


POUPANÇA: 10,53% - 1.916,88 €
Jaime Reis

ohmico
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 1573
Registado: 22 fev 2008, 14:44
Enviou: 5 vezes
Agradecimento recebido: 34 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por ohmico » 25 jul 2011, 14:19

Boas,

a solução da correcção individual só faz sentido para motores de elevada potência, e cuja carga não varie muito no tempo, daí ser muito pouco utilizada.

Este modo de corrigir o factor de pot. é aplicado já há muitos anos, mas só em casos muito especiais, por exêmplo em instalações onde o motor de potência elevada, se encontra muito afastado do local donde vem a alimentação, de modo a permitir não ser necessário exagerar no dimensionamento dos cabos.

ohmico

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 7 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por Duzia12 » 25 jul 2011, 22:47

jaimereis Escreveu:posso ter visto mal

mas , acho eu, que te enganaste no calculo da potencia

W = (raiz de 3)xUxIxcos(fi) em que U é a tensão composta
LEITURAS INICIAIS
Média 3 fases 231,34V 127,47A 0,58FP

KW= 29,6749
KWH= 259.951,96 /ano
18.196,64 € /ano 0,07/kWh


LEITURAS OPTIMIZADAS
Média 3 fases 231,09V 82,40A 0,81FP

KW= 26,5489
KWH= 232.568,01 /ano
16.279,76 € /ano 0,07/kWh


POUPANÇA: 10,53% - 1.916,88 €

Energia W= P xt....................... P=3 x R x I^2 x t (3 cabos) perdas

Avatar do Utilizador
projclvm
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 981
Registado: 12 jun 2011, 16:39
Localização: Centro
Agradecimento recebido: 7 vezes
Contacto:

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por projclvm » 25 jul 2011, 23:06

Como já referi num poste semelhante aqui do fórum e por analogia a energia activa+energia reactiva são como a imperial (cerveja+espuma), quanto mais energia reactiva mais espuma, logo menos cerveja. Mas o que nós pagamos é a imperial, logo resta saber como a queremos pagar se com mais ou menos espuma. Isto para dizer que a energia é única, poderemos é tirar maior ou menor rendimento dela.

jaimereis
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 2011
Registado: 30 abr 2011, 11:56
Profissão: Electricista
Localização: Almada/Charneca da Caparica
Enviou: 2 vezes
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por jaimereis » 25 jul 2011, 23:16

Energia W= P xt....................... P=3 x R x I^2 x t (3 cabos) perdas

pois é isso , tambem me enganei, realmente era P que eu queria dizer

P = raiz(3) x U x I x cos(fi) ---- sistema trifasico
Jaime Reis

Albino
Curioso
Curioso
Mensagens: 43
Registado: 29 fev 2012, 17:37
Enviou: 2 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por Albino » 01 jun 2012, 11:00

Na minha opinião não se poupa energia activa. Pelo contrário ela passa a estar mais disponivel. Só que se não tratarmos de melhorar o factor de potencia estamos sugeitos a pagar pela energia reativa em grande quantidade. Ou seja, compramos, por exemplo, um determnado volume de trigo pagando o mesmo preço mas uma grande parte desse volume é palha..

Estero ter ajudado.

r300
Curioso
Curioso
Mensagens: 17
Registado: 16 jan 2008, 12:35

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por r300 » 01 jun 2012, 15:23

Em minha opinião não se consegue poupar energia activa, que é aquela que nos é facturada em regime normal de facturação.
Para poderem ver esta situação reportada é fácil analisar colocando um contador combinado activa\reactiva verifica-se que o consumo registado na activa mantem-se igual o mesmo não se passando no contador reactiva o que irá reduzir o seu registo.
Esta situação só é benéfica para os Clientes que pagam a factura tipo BTEs e MT.
Cpt
RC

ENERGY
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 4991
Registado: 18 fev 2009, 21:21
Profissão: Eletricista
Localização: Portugal de Norte a Sul
Enviou: 21 vezes
Agradecimento recebido: 169 vezes

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por ENERGY » 01 jun 2012, 21:54

nelmindo Escreveu:
mmorais Escreveu:nelmindo, bom dia,

não percebi o "???"

Apenas referi que um condensador não produz qualquer energia reactiva. Acho (assumo que poderei estar errado) que quanto muito, é uma carga capacitiva que compensa a reactiva produzida por um motor.
Da mesma maneira que diz que um condensador não produz energia reactiva, o mesmo se aplica a um motor então. Ele não produz energia reactiva. Apenas a converte!!!
Ambos podia-se dizer que consomem-na... No entanto um consome com uma determinada componente. O outro de componente oposta. É por isso que se usa um, para tentar compensar os consumos do outro.
É como andar numa estrada, a energia activa puxa-nos para a frente, a energia reactiva do tipo indutiva puxa-nos para a berma, a energia reactiva do tipo capacitiva puxa-nos para a faixa contrária. Ambas em execesso provocam estragos. Se mantivermos o balanço das duas equilibrado, mantemos o carro centrado na nossa faixa de rodagem.
Boas
Espetacularrrrrrr.
Cpts.
Energy

Avatar do Utilizador
DomingosX
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 102
Registado: 10 jan 2009, 23:28
Localização: Carregado - Lisboa
Agradecimento recebido: 1 vez

Re: Optimização Local do factor Potência

Mensagem por DomingosX » 23 jul 2012, 17:12

Caros Colegas

A compensação de energia reativa, apenas é vantajosa para instalações BTE e MT, ou seja em industria alimentada em baixa ou média tensao, onde a energia reactiva em KVAr é contabilizada.
Embora no caso de uma habitação a energia reactiva do motor da máquina de lavar, ar condicionado, frigorífico etc.. pode ser convertida em energia activa, aumentando-se assim o factor de potência e diminuindo os consumos internos, a questão é que normlamente os electrodomésticos possuem FP na ordem dos >0,95 ou seja muito perto de 1 e sem energia reactiva significante para compensar o seu uso, mas um simples teste pode compensar, instalar um inversor DC/AC acoplado a um rectificador, sendo o resultado que toda a energia activa + reactiva é convertida para DC e posteriormente convertida para AC com um inversor DC/AC Grid-Tie, com FP de 0,99 e eficiencia de 97%, mesmo assim existia mais energia fornecida À rede eléctrica do que energia consumida, pois a energia reactiva é convertida em activa mas sem ser contabilizada no sistema de contagem.

Claro que se a energia reactiva for pouco expressiva, o sistema acabará por gastar mais energia com o aquecimento do equipamento do que energia reactiva convertida, sendo o balanço negativo.

Ora esta solução é uma forma de consumir sem pagar.

Energia Activa(Paga, Aprox 100%)+ Energia Reactiva(Não Paga Aprox 20%)- Energia Activa para consumo 120%.

Caso não exista consumo suficiente e o contador seja analógico existirá uma redução de rotação ou mesmo inversão do sentido, caso seja antigo e não possua encravamento mecanico.

Que me dizem desta situação?

Responder

Voltar para “Discussão Energias”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante