Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Responder
Avatar do Utilizador
LVirtual
Electricista de 1ª
Electricista de 1ª
Mensagens: 388
Registado: 23 fev 2017, 23:30
Profissão: Tecnico de Electronica
Localização: Carcavelos
Enviou: 81 vezes
Agradecimento recebido: 45 vezes
Contacto:

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por LVirtual » 11 ago 2017, 15:27

parreirajoao Escreveu:
11 ago 2017, 15:02
Amigo

Os engenheiros, projetam, dimensionam, fiscalizam, coordenam, etc..

Não entendo porque é que diz que têm de vestir o fato de macaco e executar. Executar o quê?

Para instalar caminhos de cabos, puxar cabos, ligar cabos em ambas as extremidades, instalações de iluminação e tomadas, redes de terras, são exemplos de trabalhos elaborados por técnicos de eletricidade/eletricistas. Porque é que têm de ser os engenheiros?

Eu estudo, calculo, dimensiono, projeto, desenho, estimo, analiso, etc..

Olhe eu já estive em obra (a trabalhar como apoio de engenharia ao empreiteiro geral), em Bremen (durante 2 anos) e em Sines (durante 1 ano) a trabalhar na linha da frente com 600 pessoas em obra e sei bem o que é levar porrada todos os dias e aguentar a pressão, pois caso contrário "REBENTA". E a trabalhar com empresas graúdas espanholas (COBRA, ABENGOA, ABENER, TSK, TECNICAS REUNIDAS).

E sou engenheiro.

Percebo o que diz, mas não ponha todos no mesmo saco.

Há engenheiros e engenheiros e eletricistas e eletricistas.

Espero que esteja claro.
e eu sem estar a acusar ninguem nem a querer criar conflitos desnecessarios, pergunto-lhe como é possivel um engenheiro projectar seja o que for se apenas se baseia em programas de computador para fazer os projectos, se nunca viu uma viga de betao armado em cru na vida, se nunca percebeu que o seu desenho teorico dessa viga ou dessa calha tecnica na realidade da obra vai ficar desviada da realidade uma grande percentagem, porque numa obra seja de raiz ou de renovação se nao houver, que nao há, uma grande conexao entre o projecto electrico e o projecto de construçao civil e entre o desejo do dono da obra e aquilo que o construtor da obra esta disposto a dar, e aquilo que o encarregado geral da obra consegue fazer com tudo o que ficou escrito anteriormente e mais aquilo que os electricistas conseguem fazer com todo o anterior, acha que a instalaçao final vai sair exactamente igual ao que desenhou, apesar de todas as regras e diplomas?

Como é que se consegue imaginar um resultado final dum trabalho em que so intervimos no desenho se depois nunca o vamos ver a realizar-se na pratica?
Por isso sim, era bom que todos os engenheiros, sejam projectistas ou nao começassem sempre por baixo, nos locais onde irao ser implementados os seus futuros trabalhos para terem uma cosciencia real do mundo fisico e nao se agarrarem tanto ao mundo teorico dos manuais e dos vencimentos altos...

Ja tive que trabalhar com engenheiros cheios de canudos que sabiam menos do que eu nas areas onde trabalhei, bem menos, acredite.
Desde ha muitos anos neste pais que canudo de engenheiro nao é sinonimo de competencia, mas sim de bom ordenado seja em que area da engenharia for.


Silvio Santos - http://www.s-tronika.com

parreirajoao
Técnico Dedicado
Técnico Dedicado
Mensagens: 1007
Registado: 16 mai 2011, 11:48
Agradecimento recebido: 8 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por parreirajoao » 11 ago 2017, 16:09

Li o DL 96/2017 e chego à conclusão:

1 – Projeto para tipo “A” com S>41,4 kVA (antes não haviam limite de potência, era para tudo).

2 – Projeto do tipo “C” para edifícios coletivos com S>41,4 kVA (excluindo os fatores de simultaneadade).

Antes era para S>50 kVA, o que significa que agora mais projetos serão elaborados.

3 – As inspeções das instalações elétricas do tipo “C”, apenas para S>10,35 kVA. Antes eram para todas as potências.

4 – As instalações elétricas cuja necessidade do técnico pela exploração é obrigatória, sofreram um ligeiro aumento de potência, face à lei anterior. Por exemplo para os ERP, agora apenas para S>100 kVA e antes não havia limite de potência.
Nota: Foram incluídos os parques de estacionamento com S>100 kVA e A>200 m2.

5 – Irá haver uma plataforma electrónica (SRIESP) da DGEG onde será necessário registar o termo de responsabilidade e o certificado de exploração.

6 – As instalações que não necessitem de técnico de exploração, devem ser inspecionadas a cada 5 anos (antes era anualmente)

nunoski
Curioso
Curioso
Mensagens: 40
Registado: 17 jun 2008, 01:31
Enviou: 1 vez
Agradecimento recebido: 1 vez

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por nunoski » 16 ago 2017, 21:29

Cumprimentos a todos.

A ideia do DL 96/2017 parece-me bem: centralizar os procedimentos, neste caso na DGEG.

Mas não sei se os procedimentos serão mais simples (vários cenários de certificação e várias entidades de certificação conforme o tipo de instalação) e se será possível operacionalizar a transição até 01.01.2018 (?!?).


Desde que saiu o DL14/2015 desconfio de tudo.
Qual a mais valia deste DL14/2015 face à situação anterior?
Foram criadas novas EIIEL?
Onde está a plataforma do Sistema de Registo de Instalações Elétricas de Serviço Particular (SRIESP)?

... ...

ENERGY
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 4982
Registado: 18 fev 2009, 21:21
Profissão: Eletricista
Localização: Portugal de Norte a Sul
Enviou: 21 vezes
Agradecimento recebido: 165 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por ENERGY » 18 ago 2017, 23:05

Boas "parreirajoao"

Não se exalte, sabe muito bem que o que escrevi está correto para a grande maioria dos seus colegas em Portugal, contra os quais nada tenho, pois sempre nas obras procuro ter um bom relacionamento com os projetistas, e criar novas amizades.
O seu caso é uma minoria, para alem de projetar, também tem a capacidade de gerir obra, o que a maioria dos seus colegas não tem, pois são apenas Engenheiros de gabinete, uns por opção, outros porque nunca lhe deram a oportunidade de estarem presentes em obra.
Este fim de semana em P. L houve festa, hehehe.


parreirajoao Escreveu:
11 ago 2017, 15:02
Amigo

Os engenheiros, projetam, dimensionam, fiscalizam, coordenam, etc..

Não entendo porque é que diz que têm de vestir o fato de macaco e executar. Executar o quê?

Para instalar caminhos de cabos, puxar cabos, ligar cabos em ambas as extremidades, instalações de iluminação e tomadas, redes de terras, são exemplos de trabalhos elaborados por técnicos de eletricidade/eletricistas. Porque é que têm de ser os engenheiros?

Eu estudo, calculo, dimensiono, projeto, desenho, estimo, analiso, etc..

Olhe eu já estive em obra (a trabalhar como apoio de engenharia ao empreiteiro geral), em Bremen (durante 2 anos) e em Sines (durante 1 ano) a trabalhar na linha da frente com 600 pessoas em obra e sei bem o que é levar porrada todos os dias e aguentar a pressão, pois caso contrário "REBENTA". E a trabalhar com empresas graúdas espanholas (COBRA, ABENGOA, ABENER, TSK, TECNICAS REUNIDAS).

E sou engenheiro.

Percebo o que diz, mas não ponha todos no mesmo saco.

Há engenheiros e engenheiros e eletricistas e eletricistas.

Espero que esteja claro
ENERGY Escreveu:
11 ago 2017, 14:50
elecited Escreveu:
10 ago 2017, 19:45
Boa tarde,

estamos perante uma situação de Simplex não tem nada.
sente-se claramente a pressão das "Ordens" para os engenheiros terem mais trabalho.
sente-se claramente se os técnicos responsáveis pela execução não tiverem o devido cuidado serão penalizados pesadamente.
sente-se claramente uma cópia dos procedimentos do ited.
sente-se muita fragilidade em definir quem é o culpado se o projetista ou o instalador.
ou atribui-se a culpa ao instalador porque este tem a obrigação de conhecer o regulamento.
neste caso o projetista está sempre salvaguardado - isto é inconstitucional.
onde está o formulário que dá ao instalador direito apresentar queixa do projetista?
onde está escrito que o projetista é obrigado dentro determinado prazo responder ao instalador a todas suas solicitações?
se tal não existe também é inconstitucional.

... e mais eu poderia escrever
não tem nada de simplex é continuação da injustiça.

Boas
Como já referi neste tópico, nada vem para beneficiar os Técnicos, pois estes são uma classe, em que lamentavelmente cada qual olha para o seu umbigo, em que a grande maioria não olha a meios para atingir os seus objetivos imediatos, logo passa por cima de tudo e de todos os colegas, só pensa em angariar a obra.
As associações de Técnicos pouco ou nada fazem em prol dos seus associados, ao contrario dos Engenheiros que são todos unidos, como em outras classes, em que se defendem uns aos outros, e como tal os Engenheiros e quem os representa, vão aproveitando sabiamente esta desunião, logo enquanto esta mentalidade existir na maioria dos Eletricistas, cada vez mais vamos ficar em pior situação.
Mas claro tudo isto terá um dia um fim, ou seja, um dia vamos ver os Engenheiros a projetar e executar, vestidinhos em obra de fato de macaco, e calçados de galochas, e aí é que eu quero ver os artistas de gabinete a trabalhar no duro, hehehe, para aprenderem a não virem às obras dar "boquinhas" aos eletricistas.
Nada me move contra os Engenheiros, pois tenho em obra sempre um bom relacionamento com os mesmos, e claro que quando não gosto de algo, apresento sugestões técnicas, e argumento com as RTIEBT, etc, e gosto que tudo fique escrito no livro de obra, pois assim um dia o cliente inteligente verá de que lado estava a razão.
Cpts.
Energy

alucas
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 105
Registado: 05 mar 2012, 11:40
Profissão: Técnico de manutenção
Localização: Almada
Enviou: 11 vezes
Agradecimento recebido: 16 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por alucas » 28 ago 2017, 13:12

Boas,

Temos o pensamento que é preciso alterar, mas quando é alterado, todos criticamos.
Em suma: há situações que descordamos, mas o que fazer então??
em anexo:
o Decreto-Lei n.º 96/2017 de 10 de agosto
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem, tem de estar registado.

Avatar do Utilizador
ElectroescadaS
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 169
Registado: 08 fev 2010, 23:55
Profissão: Assistente Operacional
Localização: Parede
Enviou: 33 vezes
Agradecimento recebido: 10 vezes
Contacto:

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por ElectroescadaS » 09 set 2017, 13:07

Resta saber se de cada vez que um de nós precisar de celebrar um novo contrato de Gás & Electricidade da EDP por exemplo ter de pagar por uma inspecção ao local de residência...
Imagem

ENERGY
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 4982
Registado: 18 fev 2009, 21:21
Profissão: Eletricista
Localização: Portugal de Norte a Sul
Enviou: 21 vezes
Agradecimento recebido: 165 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por ENERGY » 09 set 2017, 22:02

Boas
Se algum Técnico está a esfregar as mãos de contente, que se acalme, pois nada de benéfico para os Técnicos vai acontecer.
As instalações elétricas até 10,35Kvas são uma benesse, mas isto só existe em pequenas habitações unifamiliares com um único NIP.
Agora as instalações elétricas de edifícios multifamiliares, etc, mesmo com potências por fração , habitações, lojas, abaixo de 10.35Kvas vão continuar a ter inspeção, pois a potência total do edifício aonde essas instalações se inserem vai ser superior a 41.4Kvas, não esquecer que agora vai deixar de se contemplar para efeitos de projeto (41.4kvas) o coeficiente de simultaneidade, que antes era tido em conta, e o projecto só era exigido a partir de 50Kvas, o que vai agora trazer muito mais trabalho para os Eng. E mais encargos para os donos das instalações, e os Técnicos o que vão ganhar com esta alteração? nadica de nadica.
Cpts.
Energy

engnunoandrade
Curioso
Curioso
Mensagens: 12
Registado: 24 abr 2008, 23:27
Agradecimento recebido: 1 vez

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por engnunoandrade » 25 set 2017, 17:28

Boa tarde,

Eu que sou engenheiro e tenho alguma experiência de obra poderia afirmar o mesmo relativamente a alguns técnicos instaladores. Mas não o faço porque há bons e maus em todas as profissões.
Quanto ao novo diploma, vem colocar à prova todos os intervenientes no processo, desde os instaladores aos projetistas. Em grande parte das situações o termo de responsabilidade é o garante da responsabilidade de cada um. Sejamos todos profissionais para honrar subscrição!
Cumprimentos,

ENERGY Escreveu:
18 ago 2017, 23:05
Boas "parreirajoao"

Não se exalte, sabe muito bem que o que escrevi está correto para a grande maioria dos seus colegas em Portugal, contra os quais nada tenho, pois sempre nas obras procuro ter um bom relacionamento com os projetistas, e criar novas amizades.
O seu caso é uma minoria, para alem de projetar, também tem a capacidade de gerir obra, o que a maioria dos seus colegas não tem, pois são apenas Engenheiros de gabinete, uns por opção, outros porque nunca lhe deram a oportunidade de estarem presentes em obra.
Este fim de semana em P. L houve festa, hehehe.


parreirajoao Escreveu:
11 ago 2017, 15:02
Amigo

Os engenheiros, projetam, dimensionam, fiscalizam, coordenam, etc..

Não entendo porque é que diz que têm de vestir o fato de macaco e executar. Executar o quê?

Para instalar caminhos de cabos, puxar cabos, ligar cabos em ambas as extremidades, instalações de iluminação e tomadas, redes de terras, são exemplos de trabalhos elaborados por técnicos de eletricidade/eletricistas. Porque é que têm de ser os engenheiros?

Eu estudo, calculo, dimensiono, projeto, desenho, estimo, analiso, etc..

Olhe eu já estive em obra (a trabalhar como apoio de engenharia ao empreiteiro geral), em Bremen (durante 2 anos) e em Sines (durante 1 ano) a trabalhar na linha da frente com 600 pessoas em obra e sei bem o que é levar porrada todos os dias e aguentar a pressão, pois caso contrário "REBENTA". E a trabalhar com empresas graúdas espanholas (COBRA, ABENGOA, ABENER, TSK, TECNICAS REUNIDAS).

E sou engenheiro.

Percebo o que diz, mas não ponha todos no mesmo saco.

Há engenheiros e engenheiros e eletricistas e eletricistas.

Espero que esteja claro
ENERGY Escreveu:
11 ago 2017, 14:50
elecited Escreveu:
10 ago 2017, 19:45
Boa tarde,

estamos perante uma situação de Simplex não tem nada.
sente-se claramente a pressão das "Ordens" para os engenheiros terem mais trabalho.
sente-se claramente se os técnicos responsáveis pela execução não tiverem o devido cuidado serão penalizados pesadamente.
sente-se claramente uma cópia dos procedimentos do ited.
sente-se muita fragilidade em definir quem é o culpado se o projetista ou o instalador.
ou atribui-se a culpa ao instalador porque este tem a obrigação de conhecer o regulamento.
neste caso o projetista está sempre salvaguardado - isto é inconstitucional.
onde está o formulário que dá ao instalador direito apresentar queixa do projetista?
onde está escrito que o projetista é obrigado dentro determinado prazo responder ao instalador a todas suas solicitações?
se tal não existe também é inconstitucional.

... e mais eu poderia escrever
não tem nada de simplex é continuação da injustiça.

Boas
Como já referi neste tópico, nada vem para beneficiar os Técnicos, pois estes são uma classe, em que lamentavelmente cada qual olha para o seu umbigo, em que a grande maioria não olha a meios para atingir os seus objetivos imediatos, logo passa por cima de tudo e de todos os colegas, só pensa em angariar a obra.
As associações de Técnicos pouco ou nada fazem em prol dos seus associados, ao contrario dos Engenheiros que são todos unidos, como em outras classes, em que se defendem uns aos outros, e como tal os Engenheiros e quem os representa, vão aproveitando sabiamente esta desunião, logo enquanto esta mentalidade existir na maioria dos Eletricistas, cada vez mais vamos ficar em pior situação.
Mas claro tudo isto terá um dia um fim, ou seja, um dia vamos ver os Engenheiros a projetar e executar, vestidinhos em obra de fato de macaco, e calçados de galochas, e aí é que eu quero ver os artistas de gabinete a trabalhar no duro, hehehe, para aprenderem a não virem às obras dar "boquinhas" aos eletricistas.
Nada me move contra os Engenheiros, pois tenho em obra sempre um bom relacionamento com os mesmos, e claro que quando não gosto de algo, apresento sugestões técnicas, e argumento com as RTIEBT, etc, e gosto que tudo fique escrito no livro de obra, pois assim um dia o cliente inteligente verá de que lado estava a razão.

Raminhos
Aprendiz
Aprendiz
Mensagens: 112
Registado: 31 jan 2016, 18:01
Profissão: aprendiz eletricidade
Localização: Aonde existe trrabalho
Enviou: 8 vezes
Agradecimento recebido: 6 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por Raminhos » 26 set 2017, 21:10

engnunoandrade Escreveu:
25 set 2017, 17:28
Boa tarde,

Eu que sou engenheiro e tenho alguma experiência de obra poderia afirmar o mesmo relativamente a alguns técnicos instaladores. Mas não o faço porque há bons e maus em todas as profissões.
Quanto ao novo diploma, vem colocar à prova todos os intervenientes no processo, desde os instaladores aos projetistas. Em grande parte das situações o termo de responsabilidade é o garante da responsabilidade de cada um. Sejamos todos profissionais para honrar subscrição!
Cumprimentos,

ENERGY Escreveu:
18 ago 2017, 23:05
Boas "parreirajoao"

Não se exalte, sabe muito bem que o que escrevi está correto para a grande maioria dos seus colegas em Portugal, contra os quais nada tenho, pois sempre nas obras procuro ter um bom relacionamento com os projetistas, e criar novas amizades.
O seu caso é uma minoria, para alem de projetar, também tem a capacidade de gerir obra, o que a maioria dos seus colegas não tem, pois são apenas Engenheiros de gabinete, uns por opção, outros porque nunca lhe deram a oportunidade de estarem presentes em obra.
Este fim de semana em P. L houve festa, hehehe.


parreirajoao Escreveu:
11 ago 2017, 15:02
Amigo

Os engenheiros, projetam, dimensionam, fiscalizam, coordenam, etc..

Não entendo porque é que diz que têm de vestir o fato de macaco e executar. Executar o quê?

Para instalar caminhos de cabos, puxar cabos, ligar cabos em ambas as extremidades, instalações de iluminação e tomadas, redes de terras, são exemplos de trabalhos elaborados por técnicos de eletricidade/eletricistas. Porque é que têm de ser os engenheiros?

Eu estudo, calculo, dimensiono, projeto, desenho, estimo, analiso, etc..

Olhe eu já estive em obra (a trabalhar como apoio de engenharia ao empreiteiro geral), em Bremen (durante 2 anos) e em Sines (durante 1 ano) a trabalhar na linha da frente com 600 pessoas em obra e sei bem o que é levar porrada todos os dias e aguentar a pressão, pois caso contrário "REBENTA". E a trabalhar com empresas graúdas espanholas (COBRA, ABENGOA, ABENER, TSK, TECNICAS REUNIDAS).

E sou engenheiro.

Percebo o que diz, mas não ponha todos no mesmo saco.

Há engenheiros e engenheiros e eletricistas e eletricistas.

Espero que esteja claro
ENERGY Escreveu:
11 ago 2017, 14:50
elecited Escreveu:
10 ago 2017, 19:45
Boa tarde,

estamos perante uma situação de Simplex não tem nada.
sente-se claramente a pressão das "Ordens" para os engenheiros terem mais trabalho.
sente-se claramente se os técnicos responsáveis pela execução não tiverem o devido cuidado serão penalizados pesadamente.
sente-se claramente uma cópia dos procedimentos do ited.
sente-se muita fragilidade em definir quem é o culpado se o projetista ou o instalador.
ou atribui-se a culpa ao instalador porque este tem a obrigação de conhecer o regulamento.
neste caso o projetista está sempre salvaguardado - isto é inconstitucional.
onde está o formulário que dá ao instalador direito apresentar queixa do projetista?
onde está escrito que o projetista é obrigado dentro determinado prazo responder ao instalador a todas suas solicitações?
se tal não existe também é inconstitucional.

... e mais eu poderia escrever
não tem nada de simplex é continuação da injustiça.

Boas
Como já referi neste tópico, nada vem para beneficiar os Técnicos, pois estes são uma classe, em que lamentavelmente cada qual olha para o seu umbigo, em que a grande maioria não olha a meios para atingir os seus objetivos imediatos, logo passa por cima de tudo e de todos os colegas, só pensa em angariar a obra.
As associações de Técnicos pouco ou nada fazem em prol dos seus associados, ao contrario dos Engenheiros que são todos unidos, como em outras classes, em que se defendem uns aos outros, e como tal os Engenheiros e quem os representa, vão aproveitando sabiamente esta desunião, logo enquanto esta mentalidade existir na maioria dos Eletricistas, cada vez mais vamos ficar em pior situação.
Mas claro tudo isto terá um dia um fim, ou seja, um dia vamos ver os Engenheiros a projetar e executar, vestidinhos em obra de fato de macaco, e calçados de galochas, e aí é que eu quero ver os artistas de gabinete a trabalhar no duro, hehehe, para aprenderem a não virem às obras dar "boquinhas" aos eletricistas.
Nada me move contra os Engenheiros, pois tenho em obra sempre um bom relacionamento com os mesmos, e claro que quando não gosto de algo, apresento sugestões técnicas, e argumento com as RTIEBT, etc, e gosto que tudo fique escrito no livro de obra, pois assim um dia o cliente inteligente verá de que lado estava a razão.
Isto é engraçado, o ISQ deveria publicar a quantidade de projetos em analise sobre os quais foi feito reparo, e originou alterações que se traduzem em reparos escritos no projeto, e outros que obrigaram a entrega de novos projetos ou parte dos mesmos, e depois a Certiel deveria também publicar a quantidade de instalações elétricas certificadas e que chumbaram, que foram obrigadas a reinspecção, ou que com esclarecimento por escrito depois foram consideradas certificadas, para vermos como está a balança.
Seria também importante saber, a quantidade de instalações reprovadas por Técnicos Eletricistas, e Técnicos Engenheiros :lol:

JMRF
Curioso
Curioso
Mensagens: 6
Registado: 13 out 2017, 11:27
Profissão: Eng. Mecânico

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por JMRF » 13 out 2017, 12:20

Resumindo e voltando ao tópico,

Pelo que entendo até 01 de Janeiro de 2018 o processo de certificações de instalações processa-se da mesma forma, ou seja, submetendo pedido à Certiel, certo?

E relativamente à base de dados da DGEG para "inscrição" dos técnicos também ainda não se sabe nada, alguém me confirma?

Obrigado

ENERGY
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 4982
Registado: 18 fev 2009, 21:21
Profissão: Eletricista
Localização: Portugal de Norte a Sul
Enviou: 21 vezes
Agradecimento recebido: 165 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por ENERGY » 13 out 2017, 21:21

JMRF Escreveu:
13 out 2017, 12:20
Resumindo e voltando ao tópico,

Pelo que entendo até 01 de Janeiro de 2018 o processo de certificações de instalações processa-se da mesma forma, ou seja, submetendo pedido à Certiel, certo?

E relativamente à base de dados da DGEG para "inscrição" dos técnicos também ainda não se sabe nada, alguém me confirma?

Obrigado
Boas
Se não houver alterações, certificação até ao fim do ano, é com a Certiel, depois logo se verá quem certifica, e a quem se envia os pedidos de certificação, penso que até lá vamos ter todas essas informações.
Quanto à DGEG, eles têm toda a informação dos Técnicos em bases de dados informatizadas, portanto será fácil eles a disponibilizarem na devida altura, ou melhor, penso que deveria desde à muito tempo estar disponível ao publico em geral.
Cpts.
Energy

engnunoandrade
Curioso
Curioso
Mensagens: 12
Registado: 24 abr 2008, 23:27
Agradecimento recebido: 1 vez

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por engnunoandrade » 14 nov 2017, 09:29

ENERGY Escreveu:
13 out 2017, 21:21
JMRF Escreveu:
13 out 2017, 12:20
Resumindo e voltando ao tópico,

Pelo que entendo até 01 de Janeiro de 2018 o processo de certificações de instalações processa-se da mesma forma, ou seja, submetendo pedido à Certiel, certo?

E relativamente à base de dados da DGEG para "inscrição" dos técnicos também ainda não se sabe nada, alguém me confirma?

Obrigado
Boas
Se não houver alterações, certificação até ao fim do ano, é com a Certiel, depois logo se verá quem certifica, e a quem se envia os pedidos de certificação, penso que até lá vamos ter todas essas informações.
Quanto à DGEG, eles têm toda a informação dos Técnicos em bases de dados informatizadas, portanto será fácil eles a disponibilizarem na devida altura, ou melhor, penso que deveria desde à muito tempo estar disponível ao publico em geral.
Até ao final de 2017 funciona como até agora.
A partir de 1 de janeiro não há verificação de projetos de eletricidade, ou seja, o termo do projetista é o garante. Apenas a dúvida se no primeiro passo de pedido de viabilidade de alimentação elétrica à EDP Distribuição, se a ficha eletrotécnica segue isoladamente ou, quando obrigatório, terá de ser acompanhada pelo respetivo projeto elétrico.
De acordo com o disposto no Artigo 29.º deste Decreto, a entrada em funcionamento da plataforma eletrónica tem de acontecer até 1 ano após a publicação deste diploma, ou seja, em 10 de agosto de 2018. Acredito que será antes.

Avatar do Utilizador
eng_jersilva
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 706
Registado: 01 fev 2008, 14:51
Localização: S. João da Madeira
Enviou: 8 vezes
Agradecimento recebido: 10 vezes

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por eng_jersilva » 24 nov 2017, 17:18

Abraço

João Silva
Eng.º Electrotécnico

Tlm : 968571450
Email: Jers.silva@gmail.com
Jers@Portugalmail.com

Avatar do Utilizador
LVirtual
Electricista de 1ª
Electricista de 1ª
Mensagens: 388
Registado: 23 fev 2017, 23:30
Profissão: Tecnico de Electronica
Localização: Carcavelos
Enviou: 81 vezes
Agradecimento recebido: 45 vezes
Contacto:

Re: Fim das Inspecções de Gás e Electricidade?

Mensagem por LVirtual » 25 nov 2017, 15:38

eng_jersilva Escreveu:
24 nov 2017, 17:18
Novidades

http://www.certiel.pt/web/certiel/informacoes

"Procurámos desde sempre ser íntegros, transparentes e competentes na nossa forma de estar e atuar."
Gosto especialmente desta frase neste "post-morten" da certiel... :)


http://www.certiel.pt/web/certiel/infor ... s-tecnicos
"Tendo em conta o período de transição para uma nova legislação, a CERTIEL agradece, desde já, a compreensão dos nossos clientes para algumas situações que, neste período possam decorrer de forma menos adequada, por parte dos nossos serviços."

E em complemento tambem adoro esta, até porque ambas se completam naquela parte de quando cai agua no capote e a gente sacode a agua... ;)
Silvio Santos - http://www.s-tronika.com

Responder

Voltar para “Discussão Eletricidade”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Aldenot, Exabot [Bot], Jerodki, KeganFuh, ritta e 7 visitantes